sábado, 4 de março de 2017

1 - ENVOLVENTE FÍSICA DA PENÍNSULA IBÉRICA


ENVOLVENTE FÍSICA 
DA PENÍNSULA IBÉRICA (I)

É evidente que o desenvolvimento histórico de determinado território é condicionado, em última análise, pelo espaço físico onde está implantado. Sendo a Península Ibérica uma das cinco penínsulas do Continente Europeu, a sua História está instrinsecamente ligada à do continente, embora a sua localização física seja determinante para tornar essa História algo diferente da europeia em alguns aspectos.

Situando-se no extremo ocidental da Europa, a Península Ibérica é o único espaço europeu que usufrui do contacto pleno com dois mares – o Oceano Atlântico, nas costas Norte, Oeste e Sudoeste, tendo o Mar Mediterrânico a Sul e a Leste. A barreira dos Pirinéus no istmo que a liga à Europa, não sendo própriamente intransponível, condiciona de algum modo o contacto com o resto do continente.

A Cordilheira dos Pirinéus, situada no Nordeste da Península, é a fronteira natural desta com o resto da Europa. Os Pirinéus estendem-se por aproximadamente 430 km, desde o golfo da Biscaia, no oceano Atlântico, até ao cabo de Creus (extremo oriental da Península), no mar Mediterrâneo. O ponto mais alto da cordilheira é o Monte Aneto, no maciço da Maladeta, com 3404 m de altitude, havendo ainda cerca de duzentos picos acima dos 3000 m. As montanhas mais altas estão constantemente cobertas de neve.

A Sul, a Península Ibérica está separada do Norte de África pelos 14,5 km do Estreito de Gibraltar – a única abertura do Mar Mediterrâneo para o Oceano. A profundidade do estreito varia entre aproximadamente 280 e 1000 metros. Do ponto de vista geológico, o estreito de Gibraltar resultou da fissura das duas placas tectônicas: a Placa Euroasiática e a Placa Africana. Em poucos lugares do mundo se podem observar tantos contrastes sociais numa distância tão curta.

MAPA FÍSICO DA EUROPA, NORTE DE ÁFRICA E MÉDIO ORIENTE

EUROPA – RELEVO CONTINENTAL E MARÍTIMO (visto do espaço – NASA)

OS PIRINÉUS – MAPA FÍSICO (e político)

Para se perceber melhor o significado da expressão "barreira dos Pirinéus", este é o exemplo gráfico mais significativo:  OS PIRINÉUS – RELEVO

PROFUNDIDADES DO MAR MEDITERRÂNEO

PORMENOR DAS PROFUNDIDADES DO ESTREITO DE GIBRALTAR

CORTE GEOLÓGICO ESQUEMÁTICO DO MAR MEDITERRÂNEO 
Em corte aproximado pelo Paralelo 38º

________________________________________________________________